Rádio Parada Dura

Para notícias sobre Os Parada Dura,acesse http://triodobrasil.blogspot.com.br/

27 de nov de 2009

Biografia do Trio Parada Dura



Eurípedes Alves de Araújo (Leone)

Nascido em 22/10/1956 em Dores do Indaiá / MG, filho de lavrador começou a cantar desde cedo. Foi no ano de 1981 que o músico gravou o seu primeiro LP com trio explosão. Em 1985 gravou seu segundo LP como Araújo da dupla Alencar e Araújo, em 1987 gravou o Terceiro LP com o Trio Carta Branca, em 1994 gravou o quarto LP com o Trio Joel Araújo e Xodozinho, em 1998 gravou como Araújo da dupla Ronaldo Reis e Araújo e agora com a quinta formação com o Trio Parada Dura fazendo a segunda voz e formando junto com Leonito e Mangabinha o novo Trio Parada Dura



Luiz Lima de Souza, (Leonito)
Nascido em 29/01/1960 na cidade de Munhoz MG, filho de lavrador, começou a cantar músicas sertanejas aos cinco anos de idade por influência dos seus irmãos mais velhos fazendo dupla com um deles, na qual, fazia primeira voz, depois com sua única irmã onde passou a fazer segunda voz por algum tempo. Com a separação da irmã fez outras duplas até que certo dia foi descoberto por um acordeonista conhecido pelo nome de Vicentinho e gravou o seu primeiro LP. No Trio Casa Branca no ano de 1979 ,depois foi integrante do trio boca quente em 1985 onde gravou seu segundo LP. Sempre fazendo shows e bailes em salões e praças públicas, em festas de rodeio, prefeituras e festas religiosas. Entre duplas e trios ele já tem dez trabalhos realizados, entre eles sete LPs e três CDs sendo que um deles é solo. No dia 1º de Maio de 2007 iniciou-se uma nova etapa na sua vida quando foi convidado pelo grande acordeonista Mangabinha para participar e integrar o novo Trio Parada Dura para fazer a primeira voz, convite este que foi aceito com grande entusiasmo por ser ele um fã incondicional do trio em todos os tempos, em todas as suas formações desde que foi fundado.

Carlos Alberto Mangabinha Ribeiro (Mangabinha)

Cantor, compositor, instrumentista e acordeonista. Trabalhou como bóia-fria no interior mineiro. Aos oito anos de idade começou a tocar sanfona de oito baixos que pegava escondido de seu pai e que herdou posteriormente quando seu pai faleceu - tesouro que guarda com carinho ate hoje. Em 1950, passou a apresentar-se em festas e forrós, usando esta sanfona de seu pai em que aprendeu sozinho a tocar tão bem. Em 1970, mudou-se para Belo Horizonte. Na capital mineira formou um trio juntamente com Gino e Geno com os quais lançou um LP e a partir dai se deu o grande sucesso até hoje não só em sua participação no famoso trio como em seus mais de 20 lançamentos solo que lhe deu o título de príncipe do acordeon ( como um dos melhores acordeonistas do Brasil).

.

Nenhum comentário: